fbpx

Gripe H1N1

Gripe-H1N1

O que é Gripe H1N1

A Gripe H1N1, também conhecida como gripe suína, consiste em uma combinação de segmentos genéticos do vírus da gripe aviária, suína e humana, é uma mutação do vírus da gripe. Você sabia que esta doença se tornou conhecida após atingir grande parte da população mundial em 2010 e 2011, matando aproximadamente 2000 pessoas em todo o Brasil.

Sintomas

  • Febre acima de 38 graus
  • Dor de garganta
  • Dor de cabeça
  • Dores Musculares
  • Dores nas articulações
  • Coriza
  • Falta de apetite
  • Mal estar
  • Espirros
  • Tosse
  • Alguns casos podem apresentar diarreia e vômito

Aparecendo qualquer sintoma, é de suma importância procurar um médico, principalmente se não tomou a vacina no último ano. Os sintomas são os mesmos apresentados para uma gripe normal, então, é importante que se dê atenção especial a esses sintomas, pois, embora pareça com a gripe comum, pode ser sim a Gripe H1N1. A diferença esta exatamente no risco que esta doença oferece ao portador.

Formas de transmissão

As formas que a Gripe H1N1 se transmite são as mesmas que a de uma gripe comum, ou seja, saliva, tosse, espirro, secreções respiratórias, contato com objetos que estão contaminados pelo vírus H1N1 e depois levando a mão até a boca ou nariz. Está ai a importância da utilização de álcool em gel para higienização das mãos no decorrer do dia, e também a necessidade de tomar a vacina todos os anos.

Vale salientar que, os lugares que tem aglomeração de pessoas facilitam a transmissão da doença. Escolas, berçários  e creches aumentam as chances de contaminação, principalmente entre crianças vulneráveis.

Diagnóstico

Para realizar o diagnóstico da doença, será necessário realizar exame específico em laboratório, porém, o exame pode demorar um pouco mais de tempo. Os Estados Unidos já desenvolveram um kit capaz de acelerar o processo de identificação do Vírus H1N1.

Prevenção

  • Vacinação anual contra Influenza
  • Evitar contato com pessoas infectadas
  • Higienizar as mãos com água e sabão, e também com álcool gel
  • Evitar colocar as mãos na boca
  • Beber bastante água durante o dia
  • Alimentar-se bem
  • Evitar o compartilhamento de objetos pessoais
  • Utilizar máscara para evitar o contato com gotículas que circulam pelo ar (a utilização de máscara é recomendada apenas para profissionais da saúde que estejam lidando com este e outros tipos de virose).
  • Evitar lugares com aglomeração de pessoas.

Tratamento

É extremamente importante evitar automedicação, pessoas que se medicam por conta própria podem agravar a doença com o surgimento de novas cepas resistentes ao medicamento.

Conforme informado acima, é importantíssimo dar início ao tratamento nas primeiras 48 horas após o diagnóstico, desta forma aumentam as chances de cura. Para realizar o diagnóstico é necessário procurar um médico que, após realizar exames, será capaz de afirmar se o paciente está ou não infectado.

Em alguns casos mais simples, o médico apenas trabalha para diminuir a febre utilizando antitérmicos, além de analgésicos para controlar a dor. Você também pode colaborar com o médico seguindo as instruções de repouso, alimentação e hidratação.

Diferença entre Gripe h1n1 e Gripe comum

Em relação a gripe comum, a Gripe H1N1 é um pouco mais violenta, multiplicando-se de forma mais rápida no organismo. Embora atinja de forma mais grave as pessoas jovens, os asmáticos e as gestantes, pode também atingir qualquer pessoa, e levar a consequências gravíssimas.

Havendo desconfiança de gripe suína, inicie o tratamento nas primeiras 48 horas, isso é muito importante.

O tempo de incubação do vírus é de 3 a 5 dias, quando começam os sintomas, mas é possível que uma pessoa tenha a doença sem apresentar sintomas e nenhuma reação. Mesmo assim, pessoas contaminas e que não apresentam nenhum sintoma, podem sim ser transmissores da Gripe H1N1.

Gripe h1n1 em crianças

Caso houver qualquer suspeita de crianças infectadas, o responsável pela escola, creche ou berçário deve comunicar imediatamente os pais ou responsáveis pela criança, a fim de evitar que, em caso de Gripe H1N1, a gripe não contamine outras crianças. Também é de grande importância que a criança só retorne para a instituição após estiver totalmente curada.

Em caso de contaminação, deve se higienizar os lugares de convívio do paciente, lavando com água e sabão.

As mães que estão amamentando podem continuar normalmente, e tanto mulheres que amamentam ou que estejam grávidas podem tomar a vacina, independente do tempo de gestação, porém, a vacina só deve ser administrada após a orientação médica.

Grupo Prioritário: pessoas acima de 60 anos, pessoas com doenças crônicas não transmissíveis (diabetes, asma, hipertensão, insuficiência renal, obesos grau 3, bronquite, etc.), indígenas, profissionais da saúde, presidiários, transplantados, crianças de 6 meses a 5 anos e imunossuprimidos.

Sinais de gravidade em crianças gripadas

  • Dificuldades na respiração
  • Cianose (pele azulada ou acinzentada)
  • Pouca ingestão de líquidos
  • Vômitos
  • Criança apática
  • Irritação

Vacina contra h1n1

Atualmente, duas vacinas combatem o H1N1, são elas:

  • Trivalente – vacina que imuniza contra dois tipos de Influenza A e contra uma estirpe do vírus Influenza B. Esta vacina imuniza somente vírus causadores da gripe, e podem ser encontradas na rede pública.
  • Quadrivalente ou Tetravalente – vacina que só pode ser aplicada a partir dos 3 anos de idade, que imuniza contra uma segunda estirpe do vírus Influenza B.

Embora essas vacinas sejam eficazes, demoram em média de duas a três semanas para fazer efeito.

Eder Santos

Especialista em Planos de Saúde

Formado em Marketing Digital
Portabilidade-do-Plano-de-Saúde
o-que-é-gestão-de-pessoas

Gestão de Pessoas

O que é Gestão de Pessoas? Você sabe o que é Gestão de Pessoas? Apesar de não haver consenso, uma definição interessante gestão de pessoas

Leia mais »
Vasectomia

Vasectomia

Vasectomia Vasectomia, é uma cirurgia muito procurada por homens que não pretendem mais ter filhos, ou melhor dizendo, que não pretendem mais engravidar uma mulher.

Leia mais »
ilustração-de-garoto-com-sarampo

Sarampo

Sarampo O Sarampo é provocado pelo vírus Morbilivírus, sendo uma doença infectocontagiosa, ou seja, uma doença provocada por micróbios que pode ser transmitida rapidamente para

Leia mais »

Compartilhe

Compartilhar no email
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook

Observação: O conteúdo deste site é informativo, sempre procure um profissional da saúde para diagnóstico médico, tratamento e consulta. 

Utilizamos cookies para personalizar anúncios e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade?
× Estou online!